Como fazer um culto racional à Deus

sexta-feira, 5 de agosto de 2016
Para fazer um culto inteligente e ‘racional’ é essencial ter uma programação.
Demonstra cuidado e amor pelo que está sendo feito. Isso deve ser feito ao buscar a direção do Espírito Santo e jamais exclui o dever de manter a sensibilidade espiritual para mudar as coisas de acordo com a necessidade ou vontade de Deus.

Apresentamos algumas dicas para a programação que devem ser adaptadas de acordo com a realidade de cada igreja e podem ser alteradas tanto a ordem como os fatos. Provavelmente cada pessoa estará responsável por uma parte do culto, mas é importante entender a celebração como um todo.

Concentre-se na explicação de cada parte do culto:

- Abertura: A missão de quem dirige a abertura de um culto é motivar as pessoas para adorar a Deus preparando-os para ouvir a pregação da Palavra. Um culto bem começado determina todo o restante.

O dirigente deve ser educado e simpático para que haja um clima de bem estar ao mesmo tempo em que demonstrar firmeza, sabendo de antemão o que irá fazer.

-Saudação: comece desejando a Paz para os irmãos e irmãs dizendo: GRAÇA E PAZ! É importante também já agradecer a presença de todos, desejar boa noite ou bom dia e anunciar o propósito do culto se é orar, louvar, estudar a Bíblia, etc.

-Oração inicial: é bom começar o culto com uma oração pelo próprio dirigente ou por um irmão convidado. Essa é uma oração de louvor e invocação à presença do Espírito Santo.

-Cântico congregacional: é um hino de adoração que inspira a Igreja a cultuar a Deus bem como invoca a presença de Deus. Escolha um hino fácil, conhecido pela comunidade e que faça parte do repertório da Igreja separando a transparência antecipadamente para que a comunidade possa acompanhar a letra do hino, principalmente facilitando a participação dos visitantes.

-Leitura Bíblica: um texto devocional deve ser escolhido para ser lido com a Igreja. Neste momento é bom todos estarem em pé e se possível ler juntos ou em forma responsiva. O dirigente não tem que explicar o texto, nem pode pregar, mas é bom falar uma frase que faça ligação entre um momento e outro.

-Confissão: este é um momento de consagração e pedir perdão pelos pecados, deve ser feito se possível de joelhos com oração silenciosa e uma intercessão dirigida por alguém.

-Oportunidade: a oportunidade para solo, apresentação de um grupo ou testemunho enriquece o culto com a participação de outros irmãos, contudo deve ser combinada com antecedência para saber se o que vai ser feito acrescenta ao que já está acontecendo, nunca de última hora. A oportunidade deve ser breve, apenas para um objetivo específico.

 -Ofertório ou consagração dos dízimos: O dirigente convida a comunidade para enquanto um hino é cantado a Igreja trazer as ofertas ou dízimos ao altar. Deve-se fazer uma oração de agradecimento a Deus abençoando aqueles que contribuíram.

-Momento de louvor: sem dúvida todo o culto é louvor, mas a Igreja tem um ministério específico que se dedica a direcionar a comunidade em adoração a Deus, por isso este ministério tem oportunidade todos os cultos para entoar cânticos espirituais preparando a Igreja par ouvir a pregação. Este momento requer outro estudo aprofundado.

-Passar a Palavra para o pregador: ao passar a Palavra para o pregador o dirigente deve anunciar quem será o mensageiro e convidá-lo ao altar pedindo a um irmão ou irmã que interceda por Ele.

-Pregação: esta é a hora mais importante do culto, quando Deus fala através de sua Palavra. A Igreja é edificada sobre o ensino das Escrituras. Sobre a pregação, também seria preciso um estudo específico.

-Dedicação: é uma forma de aplicação da mensagem convidando a Igreja pra responder a Deus sobre o que foi falado na pregação. Aqui, a comunidade é enviada a cumprir a vontade do Senhor.

-Agradecimento: de forma agradável agradecer as pessoas que visitam. Citar um convidado especial ou abençoar um aniversariante. -Avisos: de forma breve anunciar as programações da Igreja.

-Despedida: oração final, ou bênção apostólica impetrada pelo pastor da Igreja.


Créditos:  http://www.esbocosermao.com/2012/10/como-dirigir-um-culto.html


 

0 comentários :

Postar um comentário