Como organizar sua vida financeira

domingo, 1 de janeiro de 2017


“Os planos bem elaborados levam à fartura; mas o apressado sempre acaba na miséria.” (Pv 21. 5- NVI)

Alguns acham que apenas quando conseguirem ganhar mais dinheiro conseguirão resolver os seus problemas financeiros. Um grande engano, pois muitas pessoas têm bons salários e mesmo assim passam por graves dificuldades financeiras. O segredo não é ganhar mais como muitos pensam, o segredo é organizar mais.

 1- Comece fazendo um raio-x em sua vida financeira 

Durante um mês anote diariamente todos os seus gastos e entradas de dinheiro. De um lado de seu caderno anote os gastos e do outro as entradas de dinheiro. Se você tem parcelas a pagar de algum bem que comprou, anote também (Fique atento e veja quantas ainda faltam para terminar). Não se esqueça de anotar os pequenos gastos, que às vezes passam despercebidos, mas que ao final do mês representam uma quantia considerável que sai do seu bolso. Tudo que sair e entrar em sua carteira deve constar nesse caderno.

2- De posse destes dados, analise para onde está indo o seu dinheiro

Numa análise coerente e sincera, veja onde tem gastado seu dinheiro. Veja se está gastando mais do que ganha; veja se está comprometendo uma porcentagem muito grande de suas receitas com parcelas e financiamentos; veja se existem muitas compras por impulso que não foram pensadas ou planejadas. Lembre-se :você precisa acostumar-se com a ideia de que precisa adequar seus ganhos aos seus gastos. Gastar mais do que ganha é como entrar numa canoa furada, que irá afundar.

3- Tome uma atitude!

Alguns, ao ver o resultado do raio-x de suas finanças desistem de tentar organizá-las e preferem viver num mundo de fantasia que logo irá se desfazer. Não seja um desses! Tome atitude!

Após estar de posse do raio-x das suas finanças e ter feito uma análise séria de suas contas, é hora de tomar atitudes para a cura da sua vida financeira:

– Faça um compromisso com a sua família e consigo mesmo para alcançarem o objetivo de ter uma vida financeira saudável;

– Não faça novas parcelas até colocarem as coisas em ordem;

– Quite o mais rápido possível as parcelas já existentes (faça um plano para isso);

– Corte os gastos desnecessários e, [se possível], os gastos com supérfluos;

 – Evite comprar por impulso e sem planejamento;

4- Não tenha medo

Faça os cortes necessários. Talvez seja preciso alguns meses até que você consiga equilibrar as coisas. Não será fácil. O começo será bem doloroso e complicado, mas te garanto que o resultado vale a pena. Lembre-se: Você não ficará nessa vida de cortes para sempre. Tão logo consiga equilibrar sua vida financeira, você aprenderá como administrá-la e poderá fazer muito mais coisas que fazia quando ela estava bagunçada, acredite!




Créditos: Esboçando Idéias

0 comentários :

Postar um comentário